13 de out de 2014

{Resenha} Dark House, Experimente o Terror - Karina Halle - Ly

Olá pessoas! Como vão vocês? Nesse pacato dia, trago a vocês minha resenha de "Dark House", livro recebido de parceria com a Única Editora e um dos meus favoritos desse ano.

Título: Dark House;
Série: Experimente O Terror #1;
Autora: Karina Halle;
Editora: Única;
Páginas: 352;

Há sempre algo fora do normal em Perry Palomina. Embora ela esteja vivendo uma crise ao passar pela síndrome pós-faculdade, assim como qualquer garota de vinte e poucos anos, ela não é o que chamaríamos de comum. Perry possui um passado que prefere ignorar, e há também o fato de que ela consegue ver fantasmas. Tudo isso vem a calhar quando se depara com Dex Foray, um excêntrico produtor que está trabalhando em um webcast sobre caçadores de fantasmas. Dex, que se revela um enigma enlouquecedor, arrasta Perry para um mundo que a seduz e ameaça sua vida. O farol de seu tio é pano de fundo de um mistério terrível, que ameaça a sanidade da moça e faz com que ela se apaixone por um homem que, como o mais perigoso dos fantasmas, pode não ser o que parece.

Por mais que já tivesse espiado a sinopse e lido alguns comentários positivos sobre o livro, "Dark House" foi uma agradável surpresa.

O livro é narrado em primeira pessoa e a personagem principal, Perry Palomino, é incrível. Sarcástica e problemática: é o modelo do jovem impopular de hoje, só que aos 22 anos, ou seja, enfrentando a vida adulta e a dúvida quanto ao caminho que deve seguir. Ela não mede palavras para se expressar consigo mesma, contando sua história (se envolveu com drogas, tentou diversas atividades para se encontrar e nunca teve o que chamamos de "amigos") e deixa clara sua baixa autoestima e a desesperança de unir sua própria felicidade e a satisfação de sua família.

Durante uma visita a seu tio, decide explorar um farol assombrado que fica na propriedade de Al e está desativado por naufragar diversos navios. No fim, sua aventura (que foi gravada por ela) resulta em conhecer  um câmera de shownet sombrio e inconfiável chamado Dex e uma sensação de inquietude permanente na mente de Perry.

Devido a uma gripe, Ada (irmã mais nova de Perry) precisa que a mesma assuma seu blog de moda, porém como ela não entende - de acordo com Ada – do assunto, decide postar o vídeo que gravou no farol em partes, junto a um texto. E adivinhem o que acontece? Seu primeiro vídeo se torna viral e até mesmo sua chefe (até então ela trabalha, ignorando seu diploma, de recepcionista em uma empresa de publicidade) teve de reconhecer sua criatividade e seu talento para escrever. 

Com toda a exposição, Dex acaba entrando em contato com Perry e é aí que a história de fato começa a se desenrolar. Ela acaba com uma promoção iminente para coordenadora de produção (se não me engano) e uma proposta de retornar ao farol e protagonizar um programa para a internet com fantasmas e lugares sombrios como companhia por um final de semana.

É até aqui que posso contar e lembrem-se: foi uma tentativa. Não estou acostumada a desenvolver a sinopse ou contar um pouco do enredo, mas como tenho buscado por isso, vou tentar me adaptar. Talvez tal premissa soe um tanto vaga, ou com pontos clichês ou mesmo desinteressante, mas meus amigos, apesar de simples, ela traz tanta, mas tanta coisa! É uma base simples, mas que detalhadamente, com o decorrer da história, possue pequenas situações cheias de significado, compondo assim com muitas surpresas, um livro sensível  e viciante.

Os personagens principais em si: como já falei de Perry, acrescento que Dex seria o que chamamos de anti-herói  juvenil, só que em um patamar mais maduro, com seus 30 e poucos anos e personalidade perturbada. No enredo, são bastante críveis e humanos, tendo problemas normais (e anormais, compondo um gancho que começou a ser usado da metade para o final do livro) e possibilitando uma conexão com eles. Já entre si, não há como não visualizar um futuro romance e prever que para acontecer, haverá muitas questões familiares e sociais, além de desavenças e descobertas.

Os secundários possuem suas vidas contadas de forma mais paralela e sem tanto destaque, já que dependemos da senhorita Palomino para saber de tudo. Mas o legal nesse distanciamento é a sensação de "tem mais coisa aí" deixada por seus pensamentos, principalmente em relação a seus pais, que parecem esconder dela não apenas detalhes de sua infância, mas também detalhes sobre sua relação (prevejo crise aí! E odiei a mãe da Perry, só para contar).

Quanto ao mistério e o terror, que são a verdadeira promessa da autora, estão sim presentes, mas grande parte se aloja na mente da personagem e assim, na nossa também. O clima de terror físico para os personagens se dá quando estão em perigo ou quando recebem uma visita da "Palhaça Decrépita", e suas sensações são excepcionalmente descritas, de maneira que podemos senti-las também. Mas afinal, o livro mete medo? Sim, mas mais deles e de nós mesmos do que o que os personagens vêm a enfrentar.

Na verdade, contrariando minha impressão inicial, a narrativa da autora se mostrou fluida (auxiliada pela diagramação da editora, que possui letras grandes e linhas espaçadas) e com tendência a criar uma tensão em todas as cenas, como se algo inesperado pudesse acontecer, e com o passar das páginas, isso se mostra certo. Não posso especificar porque, pois uniria o passado de Perry (uma parte revelada quase ao fim do livro) e algumas coisas sobre Dex e o que o une a ela, que é bizarro e aterrorizante.

No quesito de desenvolver a história, tenho de admitir: esperava menos. Com essa narrativa, normalmente temos menos detalhes e descrições, mas Karina soube equilibrar na medida certa o suspense o conteúdo, não deixando por menores de lado e criando uma história rica e completa, com base e promessas de profundidade, ou seja, não é mais um livro clichê de terror com monstros ou vinganças, há muito espaço para questões psicológicas que já começaram a se desenvolver.

E assim, posso lhes afirmar: "Dark House" é apenas uma introdução para essa série que por enquanto, conta com outros sete livros. Minha esperança é de que a editora Única, com seu respeito pelos leitores, continue a lançar as continuações rapidamente e eu logo tenha em mãos mais um pouquinho da Perry, do Dex e da tensão da narrativa de Karina Halle.
Espero que tenham gostado da resenha!
Não deixem de comentar se já leram (gostaram ou não), pretendem ler ou acabaram de conhecer!

Beijos e boas leituras!

Um comentário:

  1. Não conhecia esse livro, gostei da resenha ;)
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá leitor!!!
Obrigada por dividir sua opinião :*
Saiba que seu comentário muito provavelmente vai me deixar (Laryssa) pulando de alegria (literalmente, sou beeeeem exagerada :p).
Se você quiser que ele seja respondido, deixe um link, caso contrário, eu o responderei aqui mesmo no blog, tudo na medida do possível.
Beijoooooos *-*

Código by: The Dawn of Art Designs(http://thedawnofartdesigns.blogspot.com.br//) | Layout/Design by: Ana Zuky | Todos os direitos reservado ao blog Resenhas Teen