1 de jul de 2014

{Resenha} De repente, o destino - Susana Fox - Lary

Título: De repente, o destino;
Série: Wild ride to love #3;
Autor (a): Susan Fox;
Páginas: 387;
Editora: Única;

"Quando o destino age a favor do amor, não há como resistir!A vida de Theresa Fallon sempre foi cercada de estudo e teses, afinal, ela é o gênio da família e se orgulha disso. Mas o destino... ah, o destino! Voltando da Austrália para o Canadá para o casamento de sua irmã mais nova, Theresa conhece Damien Black, um homem elegante e extremamente sedutor. Apesar de sua personalidade um tanto arrogante negar a atração, existe algo nele que faz com que ela queira se entregar totalmente. Damien já está cansado de ser assediado por mulheres. Escritor de sucesso e incrivelmente sexy, ele não precisa se esforçar muito na área da conquista feminina. Quando conhece Theresa, o jogo da conquista se torna realmente tentador e ele usará seus dotes para conquistá-la. Será um longo voo. E nessas horas eles terão tempo suficiente para aproveitar essa brincadeira do destino."


"De repente, o destino", primeiro livro da série Wild Ride To Love - traduzida aqui como Irmãs Fallon - de Susan Fox, publicado pelo selo Única da Editora Gente, possui como maior e mais admirável atributo a tranquilidade e tensão mundana em sua trama.

Fox, ao contrário do que se esperaria de alguém que escreve romances eróticos, possui uma escrita e mentalidade empáticas, e por consequência, dá a seu livro uma narrativa tranquila, sem altos ou baixos e um ritmo constante e leve, que não permite a percepção do tempo e muito menos do tédio.

Aviso e ressalto que os capítulos possuem sua narração dividida em: um capítulo em terceira pessoa, ou seja, temos ideia dos pensamentos de ambos os personagens, porém sem maiores reflexões e sim grandes especulações e um capítulo pelos olhos de Theresa, onde podemos conhecer suas opiniões e compreender sua personalidade.

Com isso, feliz digo que as personagens, apesar de clichês, possuem caráter humano, ao contrário da maioria dos mocinhos e bad boys dos livros de hoje, que são sonhos de consumo, porém apenas isso: sonhos.

Damien Black é de fato descrito como um cara lindo e inteligente e de relativo sucesso, todavia, durante a história, ele nos transmite suas experiências de vida e criação, que são responsáveis por seu jeito rebelde e carismático e estes, vemos, poderiam fazer parte da vida de qualquer pessoa. Quanto a Theresa, toda a inteligência atribuída a ela é justificada ao longo da história por ela e por Fox em terceira pessoa, demonstrando sua dedicação e paixão ao trabalho, mostrando o caminho que podemos seguir para alcançá-la.

Talvez por isso os diálogos sejam também simples, tendo apenas as partes iniciais um pouco mais "enroladas" nas palavras, por conta do posto acadêmico de Theresa, até então visto por ela como algo decisivo em sua personalidade, que obviamente vai se modificando e soltando aos poucos, tornando o livro não apenas uma casca de romance, mas munido de uma mentalidade e consciência sutis, com sua mensagem singela e entreama em uma história de amor.

O que quero dizer com isso é que o caráter de aborígene australiano de Damien e de socióloga especializada em povos colonizados se Theresa, trazem as histórias e crenças de alguns povos, produzindo algo próximo da exposição do desrespeito e visão de insignificância que os colonizadores tinham de quem governavam.

Tais momentos de discussão, no qual talvez alguns acreditem que pensamento como 'que perda de tempo, pode ter relação com a história, mas o que eu quero com isso?' se encaixariam perfeitamente, possuem pequenas expressões e desvios, por exemplo, falas de carinho e fascínio por parte das personagens, excluindo tais suposições e abrindo um leve de visão madura.

E dessa forma, assim como a narrativa, o enredo possui apenas pequenas voltas construídas por dúvidas dos personagens em relação a si mesmo, ao seu respectivo ambiente e vida e a seu futuro juntos, todos comuns e breves, sem algum desenrolar que nos faça questionar qual será o final da história.

Outro aspecto que diferencia positivamente o livro de Susan Fox dos outros é sua tendência a não se focar apenas em sexo, descrevendo sem exagero locais e situações e sempre retomando com vivacidade suficiente histórias e acontecimentos do passado dos personagens, porém sem voltas corpóreas, permitindo o conhecimento de nuances de coadjuvantes e futuros desenvolvimentos.

Minha indicação desse livro vai para todos aqueles que desejam se desestressar e apenas passar um tempo em outra realidade, esquecendo nosso mundo. Digo isso por ter pego esse livro em uma semana de provas, ou seja, não podia ficar fissurada em um livro, muito menos sofrer com dúvidas perante mudanças abruptas e o ritmo constante de "De repente, o destino", me permitiu relaxar e estudar, o usando como válvula prazerosa de escape.

O fator não fútil, unido as aparentemente fascinantes personalidades das outras irmãs Fallon me mantém interessada na série e com feliz esperança de mais intensidade conjunta a uma continua aprendizagem.

O trabalho da editora está simples, mas bem feito, encontrei poucos erros, a edição é de ótima qualidade, como em breve vocês verão (surpresas estão por vir...).

Aqui vocês podem conferir links para compra dos livros (que, aliás, estão quase sempre em promoção no Submarino), seus links no skoob e a página do selo Única.


Espero que tenham gostado da resenha e me desculpem pelo sumiço, mas acho que todos entendem a pressão que professores e nós mesmos podemos exercer sobre a alma de um estudante.
Mas me digam, já leram esse livro, algum da série ou da autora?

Beijos, boas leituras!

4 comentários:

  1. Livros para nos desestressar são ótimos. Eu também estava passando por isso em minha semana de provas. Mas é que esse gênero não faz meu estilo, Lary. Mas gostei bastante de sua resenha.

    M&N | http://desbravadoresdelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ainda nao tive oportunidade de ler nenhum livro da autora, mas vejo que irei me simpatizar com sua narrativa! Gostei da personagem principal desse livro, ja esta na minha lista a um certo tempo ja.

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro o gênero e se a leitura é fluida ideal para quem quer aliviar a cabeça um pouco eu estou dentro

    Amei, e espero ter a oportunidade de ler em breve!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  4. Ótima resenha!
    Achei bem interessante essa dinâmica nos capítulos. Sinto falta de livros em terceira pessoa depois da avalanche dos em primeira pessoa. Pode ser que alternar os dois seja a saída!
    Descobrirei em breve

    A Rainha, Ana P. Maia ♛ - Venha conhecer o Castelo!
    http://booksandcrowns.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá leitor!!!
Obrigada por dividir sua opinião :*
Saiba que seu comentário muito provavelmente vai me deixar (Laryssa) pulando de alegria (literalmente, sou beeeeem exagerada :p).
Se você quiser que ele seja respondido, deixe um link, caso contrário, eu o responderei aqui mesmo no blog, tudo na medida do possível.
Beijoooooos *-*

Código by: The Dawn of Art Designs(http://thedawnofartdesigns.blogspot.com.br//) | Layout/Design by: Ana Zuky | Todos os direitos reservado ao blog Resenhas Teen