Resenha: Estilhaça-me - Tahereh Mafi - Gui

Olá leitores! Saudades de vocês! Ando meio ocupada, mas é bom parar um pouco e escrever para vocês... Hoje é um dia super especial, pois é meu aniversário! 19 anos, graças a Deus. Dei um tempo na festa (eu aceito presente o ano todo, rsrs) e resolvi escrever pra vocês a resenha de uma minha primeiras leituras desse ano e, posso adiantar que eu simplesmente me apaixonei! Espero que vocês gostem desse livro tanto quando eu...

Título: Estilhaça-me;
Série: Estilhaça-me #1;
Autor (a): Tahereh Mafi;
Editora: Novo Conceito;
Páginas: 304;

"Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro."
Juliette poderia ser uma garota comum, se não fosse por um detalhe... Ela não deve pode tocar ninguém. 

Há 3 anos sua vida se transformou de uma rotina cuidadosa em um verdadeiro inferno. Acusada de um crime que ela não queria cometer, Juliette se vê uma situação em que ela nunca se imaginou; ela sabia que não era normal, mas, será que ela é louca mais do que isso? Será que ela é mesmo um monstro ser humano especial?

Rejeitada pelos seus pais e pela sociedade, que simplesmente não sabe o que fazer com ela, ela se vê em um beco sem saída.

Agora Juliette, está presa em um hospício por tentar ajudar uma criança... Ela nunca ira esquecer daquela criança... E agora, presa em um quarto com uma cama e uma pequena janela, ela vai perdendo aos poucos a esperança de que tudo mude, que tudo isso seja um pesadelo e que ela não é uma aberração má pessoa.

Um dia, Juliette ganha um novo companheiro de cela quarto. Mas como? Ela não pode tocar em ninguém? Será que eles querem que ela o mate? Ela se recusa a pensar em tão coisa, ela ainda é humana. Mas assim que ela se depara com os olhos azuis tão profundos e inesquecíveis daquele rapaz, ela simplesmente não sabe o pensar, além do nome que surge em uma mente...

Adam

Aquele garoto que estudou com ela e sempre foi gentil e, mesmo que não pudesse tocá~la, sempre a defendia de quem tentava maltrata-la e estava sempre por perto... O que ele estaria fazendo ali com ela?

Mas nada é por acaso. Juliette não é um monstro ser humano qualquer, o Restabelecimento (organização mundial que controla todos os setores mundiais) tem planos para ela. Warner, líder do setor 57, propõe que ela faça o trabalho sujo trabalhe para o Restabelecimento. 

Em um mundo em estado de deterioração, o que Juliette pode fazer? ela é uma aberração super humana incompreendida que encontrou as únicas pessoas que podem dar um sentido para sua vida, basta ela se decidir...

"Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca.Eu não sou louca. Eu não sou louca."

Nossa, é até difícil resenhar esse livro, mas vou falar um pouco dos três personagens principais... Juliette é incrível, eu amei ela e a maneira como ela tenta ser uma boa pessoa mesmo com tudo o que já aconteceu com ela; a forma como ela procura apenas alguém que ela compreenda chega a ser tocante. Adam é um fofo total e completo, ele conquistou meu coração nesse livro com o jeito apaixonado e carinhoso dele e o Warner, bem, o que dizer do vilão incrivelmente bonito que, mesmo sendo mal, acaba roubando corações?

Tahereh é uma gênia, sério, eu amo ela! No início a maneira que ela escreve é meio chata pois é de uma forma que não vemos muito, a maneira como ela cria os parágrafos de uma forma que você tem que saber realmente interpretar para poder entender chega ser fascinante de certa forma. Mas, acreditem, vale muito a pena continuar lendo e não parar!

Eu super indico!
Boa leitura,
Gui.

Comentários

  1. Esse livro é favorito!!! Adorei os personagens e o enredo num todo, super envolvente e daqueles que você só larga quando termina e ainda quer mais. No começo é difícil de ler mesmo, mas depois você lê duma vez, super rápido. Não vejo a hora de ler a continuação.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  2. Não gostei do livro. Achei... a criatividade, diante de que ela não pode tocar ninguém, é ótima. Mas o enredo, a história, os personagens, a forma como é escrita, se tornou entediantemente clichê para mim.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Olá leitor!!!
Obrigada por dividir sua opinião :*
Saiba que seu comentário muito provavelmente vai me deixar (Laryssa) pulando de alegria (literalmente, sou beeeeem exagerada :p).
Se você quiser que ele seja respondido, deixe um link, caso contrário, eu o responderei aqui mesmo no blog, tudo na medida do possível.
Beijoooooos *-*

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Enquanto Houver Vida Viverei - Laryssa e Milena

Resenha: Letras Finais - Luís Dill - Gui

Resenha: A Outra Face - Deborah Ellis - Gui