22 de mai de 2013

Resenha : Os Príncipes da Irlanda - Bell


Título: Os Príncipes da Irlanda;
Autor (a): Edward Rutherfurd;
Páginas: 696;
Editora: Record ;
O autor examina o conturbardo passado da Irlanda, desde os primórdios de sua fundação, passando pela invasão viking, até a Reforma. Rutherfurd cobre os 11 séculos iniciais do país, com personagens fictícios que, perfeitamente ajustados aos relatos reais estudados em profusão pelo autor, trazem ao leitor brasileiro o universo histórico daquelas terras tão enigmáticas. A obra compõe o primeiro volume da saga Dublin e tem como ponto de vista as pessoas daquela cidade.




Os príncipes da Irlanda faz parte da Saga Dublin que tem dois volumes, ‘Os Príncipes da Irlanda’ e “O Despertar da Irlanda”.

Os personagens são fictícios, mas os fatos são reais. Edward vai mesclando os dois de forma simples e gostosa de ler.  Quando você vê já está torcendo pelos personagens em suas intrigas e/ou romances, tomando partido e sofrendo e se apaixonando com eles e por eles.

São varias historias contadas através de seis famílias e suas gerações. A primeira história e sobre Conall, um príncipe celta e a deslumbrante Deirdre. Conall é sobrinho do Rei Supremo, ele é um bravo guerreiro, com fortes tendências a se tornar um Druida. Nesta época os místicos druidas eram temidos e respeitados, e o povo acreditava nos deuses celtas, os Tuatha De Danaan. Deirdre é filha de Fergus, chefe de Dubh Linn,uma região  raramente disputada, mas que futuramente se tornaria a grande Dublin, que atualmente é a capital da Republica Irlandesa.  Surge entre eles uma paixão impossível de ser ignorada, mesmo sendo proibida. Conall se vê em um impasse entre viver o seu amor por Deirdre ou salvar o reino de seu tio dos anos de destruição das colheitas, uma maldição por ele ter humilhado o Rei Supremo.

Essa história é contada nos dois primeiros capítulos, intitulado de ‘Dubh Linn’ e ‘Tara ’.  São os capítulos que mais gostei, pois nas narrativas você conhece várias lendas celtas e suas principais tradições da época. Você vai conhecer também São Patrício ( que atualmente é o santo padroeiro da Irlanda) e seu esforço para implantar o cristianismo,  que gradativamente foi tomando o lugar dos cultos celtas. As invasões Vikings e as influencias que isso terá na Ilha. A Saga de Brian Boru, um bravo guerreiro Irlandês que desafia os chefes irlandeses e o próprio rei supremo, em busca de ter o poder absoluto da Ilha.

O livro é recheado de paixões, intrigas entre famílias, política, batalhas e conquistas. Você com certeza irá eleger sua história favorita. Eu particularmente gostei de Margareth Walsh desde sua primeira aparição e vivi suas mesmas duvidas e raivas a respeito de Joan Doyle até o ultimo instante. E outra historia q dou destaque é a de Eva e Sean O’Byrne, suas desavenças, o final foi totalmente surpreende e não sabia se ria ou se ficava com raiva.

Além disso, logo no inicio do livro, tem alguns mapas da Irlanda e seus condados, o que ajuda visualmente na hora das descrições durante a narrativa. Tem também uma arvore genealógica das gerações das famílias que aparecem em cada capitulo.  Desse modo, se você ficar confuso é só voltar nessas páginas, que está tudo lá. E no Final do livro você ainda conta com um guia de pronuncia (consultei varias vezes), eu adorei a preocupação do autor até com esses detalhes.

Definitivamente uma Viagem pela Irlanda. Se você gosta de romances históricos onde o foco principal é o local, esse com certeza, irá te agradar.  Ao final da leitura você tem a sensação  de sair com muito mais conhecimento sobre a cultura e costumes da Irlanda. Resumindo, o livro é ótimo e apesar de ser grande ( tem 696 paginas de letras pequenas) vale muito a pena a leitura. Super recomendo. :D

Não sei quanto a vocês, mas eu tenho minhas manias de leitura. Sempre acabo elegendo uma trilha sonora para o livro, normalmente uma banda ou musica que eu estava ouvindo na época da leitura, ou algo que eu ache que tenha a ver. No Caso dos Príncipes da Irlanda, durante a leitura eu ouvia bastante Furor Gallico ( uma banda de Folk metal) e Greg Joy Musica Irlandesa Instrumental,  que tem tudo a ver com os mitos e lendas Celtas. E vocês?! Também tem manias de leitura?! Contem ai... Vou adorar conhecer!

Beijos

Bell

11 comentários:

  1. Livro muito interessante!
    Gostei da sua resenha! Congrats!
    :D

    Ah, te linkei em uma TAG!
    Espero que goste!
    http://meulivroeeu.blogspot.com.br/2013/05/tag-1-alfabeto-literario.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, Obrigada Mauricio, que bom que gostou ;) bjos Bell

      Excluir
  2. Oiie!1 Não conhecia o livro e achei interessante, vou pesquisar mais e quem sabe eu venha a ler ^^
    Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, espero que leia, já esta entre meus livros favoritos. :) Bjos

      Excluir
  3. Oi tudo bem?
    Ainda não conhecia o autor e nem o livro.
    Gostei bastante e acho que vale a pena...o problema e o tempo rsrsrs.
    Gostei muito da escolha da música.Não tenho esta mania,mas geralmente eu pego as partes mais legais(tipo frases) copio no caderno de frases interessantes dos livros que li kkkk,apesar de achar a não ser a única que faça isto.
    bjus
    Tamires C.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que Legal Tamires, você falando assim das frases dos livros, me lembrou aquelas cenas de filme, quando alguem começa a citar Shakespeare e a outra pessoa termina frase. :) Na época na escola eu escrevia meus poemas favoritos no caderno. :)

      Beijos, Bell

      Excluir
  4. Muito bom conhecer esse livro, provavelmente lerei já que em janeiro próximo estarei partindo para um ano na Irlanda.
    Vai ser bacana ir com algum conhecimento sobre o passado e os mitos irlandeses, vlw a dica e boa resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa William, fiquei com inveja agora. Eu gostaria muito de um dia ir até a Irlanda, dizem que a paisagem de lá é incrível. Atualmente estou lendo também o livro : As melhores histórias da Mitologia Celta do A.S. Franchini. Também recomendo a leitura.

      Beijos, Bell

      Excluir
    2. Bacana, anotado. Já li "As 100 melhores histórias da mitologia greco-romana" e atualmente estou lendo "As Melhores Histórias da Mitologia Nórdica", então coloco os celtas na lista agora (acabei de descobrir que são todos do mesmo autor).

      Excluir
    3. Se quer um dia ir a Irlanda parece tolo de tão simples: vá.
      Pode parecer mais complicado que isso (R$), mas a solução é igualmente simples: ponha datas nos seus sonhos, que seja mês que vem ou daqui quatro anos quando terminar a faculdade (meu caso, termino esse ano), apenas tenha uma meta e siga-a.

      Excluir
    4. Eu já esses dois livros, são bons mesmo. E Com certeza vou colocar nos meus planos. Eu tenho uma certa obsessão pela Irlanda, pela cultura, historia e musicas. Espero que você se divirta bastante lá.

      Excluir

Olá leitor!!!
Obrigada por dividir sua opinião :*
Saiba que seu comentário muito provavelmente vai me deixar (Laryssa) pulando de alegria (literalmente, sou beeeeem exagerada :p).
Se você quiser que ele seja respondido, deixe um link, caso contrário, eu o responderei aqui mesmo no blog, tudo na medida do possível.
Beijoooooos *-*

Código by: The Dawn of Art Designs(http://thedawnofartdesigns.blogspot.com.br//) | Layout/Design by: Ana Zuky | Todos os direitos reservado ao blog Resenhas Teen