20 de mai de 2013

Resenha: O Sobrevivente - Gui


Título: O SOBREVIVENTE — Memórias de um brasileiro que escapou de Auschwitz
Autor: Aleksander Henryk Laks, com Tova Sender;
Editora: Record;
Páginas: 172;

Aleksander Henryk Laks, 75, relata os sofrimentos inimagináveis aos quais foi submetido e conta como conseguiu a eles sobreviver. Seu calvário começou quando o exército nazista invadiu a Polônia, em setembro de 1939. A partir daí, sua vida e de sua família transformou-se numa luta diária pela sobrevivência. Aleksander , deparou-se com amigos e parentes amarrados ou enforcados no alto de postes da sua cidade natal, Lodz, e viu soldados alemães arrancarem as barbas de judeus com as mãos, deixando suas faces em carne viva. No entanto, este foi apenas o começo da série de crueldades impingidas aos judeus. Levados para diversos campos de concentração, Aleksander viu sua mãe pela última vez ao descer do trem que os levou para Auschwitz, lugar onde viveu os momentos mais torturantes da sua vida. Uma das torturas mais comuns era o método número 25. Os judeus eram amarrados de bruços em cavaletes e espancados nas costas com pedaços de pau, esmigalhando os rins que saiam junto com o sangue através dos poros. Depois de ver sua mãe caminhar para a câmara incineradora, assistiu a morte de seu pai que não resistiu às semanas de caminhada na chamada "Marcha da Morte", de mais de 500 quilômetros, entre vários campos de concentração. Dos 600 prisioneiros que partiram de Auschwitz, apenas 50 sobreviveram. E novamente Aleksander estava entre eles. A redenção veio junto com a chegada do exército aliado. Aleksander foi salvo pelas tropas que interceptaram o trem que o levava de um campo de concentração para outro. A certeza de que seu calvário teria fim veio na forma de um copo de leite quente, entregue por um soldado aliado. 



Quem se depara com o simpático semblante do polonês naturalizado brasileiro Aleksander Henryk Laks não acredita que este senhor resistiu por seis anos em campos de concentração até ser libertado pelas tropas aliadas do nefasto campo de Auschwitz. Sobrevivente dos horrores e atrocidades nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, Aleksander relata no livro  O SOBREVIVENTE — Memórias de um brasileiro que escapou de Auschwitz, escrito com a colaboração de Tova Sender, os sofrimentos inimagináveis aos quais foi submetido e conta como conseguiu sobreviver.

O Sobrevivente foi meu livro favorito durante o ensino médio e talvez ele tenha sido o gatilho para que eu começasse a gostar de livros sobre relatos de guerra.

Um pouquinho sobre o autor: Aleksander Henryk Laks tem 75 anos e vive em Copacabana no Rio de Janeiro. Presidente da Associação Brasileira dos Israelistas Sobreviventes da Perseguição Nazista, Laks dá palestras e seminários sobre sua experiência durante a Segunda Guerra Mundial, com a intenção de esclarecer as pessoas sobre a necessidade de maior tolerância entre os seres humanos.

Minha primeira resenha, que emoção! Bem, eu confesso, gosto muito de livros que contenham relatos de guerra. Gosto de ver como as pessoas, mesmo em tamanha tristeza e desolação, conseguem se reerguer e superar o que parecia insuperável.

E é exatamente sobre uma pessoa assim que esse livro fala, um guerreiro naturalizado brasileiro chamado Aleksander Henryk Laks. Através de suas palavras ele consegue nos levar a vivenciar seus dias (ou melhor, seus anos) tenebrosos e assustadores em Auschwitz, um dos mais famosos campos de concentração nazista, onde o lema era:


“ Você está em Auschwitz. Daqui ninguém sai, daqui só se sai pela chaminé.”


Dor, desamparo, tristeza e fome foram seus principais companheiros durante os seis anos em que a guerra explodia ao seu redor. A cada nova página, novo capítulo, o autor compartilha sua história de uma forma que faz você se sentir parte dela Comida insuficiente, exercícios enlouquecedores, tonturas sem motivos... Lidar com situações como essa sem desistir não é para qualquer um, principalmente quando se trata de crescer em meio a isso. Cada novo dia acordado era uma nova vitória, ou talvez não.

Todos nós já vimos ou ouvimos falar sobre o que aconteceu com os judeus durante a 2a Guerra Mundial, mas ler um livro escrito por um que realmente esteve lá é completamente diferente.

Eu super indico o livro! Depois dessa leitura, você passa a enxergar à vida, a família, a liberdade de maneiras diferente; pois nunca se sabe quando se pode perder tudo... Leia cada página com apenas uma coisa na mente: “Isso realmente aconteceu!”. Aproveitem... :D

6 comentários:

  1. A cada dia que se passa quero ler livros que se passam na 2ª Guerra Mundial e no Holocausto. Apesar de serem assuntos dolorosos, me fascinam. Acabei de colocar esse livro na minha lista de "preciso comprar o mais rápido possível".
    Ótima resenha!
    Beijos.
    Karol,
    http://heykarol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo seu comentário, que bom que você gostou!
      Crescemos enquanto lemos esse livro...
      Leia e você não irá se arrepender!
      Aproveite! :D

      Excluir
  2. Oi tudo bem?
    haha amo temas assim,na verdade gosto de tudo e um pouco mais de tudo isto(complicado agora?)kkk.
    Me parece uma história bem legal e super interessante.
    Parabéns pela resenha flor!
    Tamires C.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo ótimo, obrigada pelo seu comentário!
      É realmente uma história super interessante. Temas assim nem todos gostam, mas realmente me fascina; mas eu também gosto de outros temas. Você tem razão, é uma história legal e super interessante.O ser humano pode ser mal, mas também pode ser incrivelmente extraordinário! Boa leitura! Divirta-se. :D

      Excluir
    2. Agnes, realmente temas assim nem todos gostam, e eu sou uma. Depois que me tornei mãe fiquei muito sensível a temas fortes. Ahh...Parabéns, muito boa a resenha!

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir

Olá leitor!!!
Obrigada por dividir sua opinião :*
Saiba que seu comentário muito provavelmente vai me deixar (Laryssa) pulando de alegria (literalmente, sou beeeeem exagerada :p).
Se você quiser que ele seja respondido, deixe um link, caso contrário, eu o responderei aqui mesmo no blog, tudo na medida do possível.
Beijoooooos *-*

Código by: The Dawn of Art Designs(http://thedawnofartdesigns.blogspot.com.br//) | Layout/Design by: Ana Zuky | Todos os direitos reservado ao blog Resenhas Teen