The Seeker - Ismael Soares

Oi leitores! Vamos nos emocionar? Se você não quer sentir um aperto no peito, não leia. Até mais.

The Seeker.


Ele queria, nem sabia direito o que era, mas pelas histórias que ouvia… sabia que queria. Eles falavam dessa energia, que fluía como eletricidade pelo corpo - de poro a poro - e transformava tudo.
Outros diziam que se parecia com alguém. Ele ficava confuso, mas - ao mesmo - maravilhado com as histórias que ouvia sobre isso.
Decidiu buscá-lo, então. Essa sensação que fazia o ser humano se sentir algo tão transcendente quanto um pássaro voando à céu aberto. Durante a sua busca por isso, ele encontrou várias respostas pra essa mesma sensação descrita acima. Alguns chamavam de “minha razão de viver”, outros de “meu amor” ou então os dois. Mas todos eles sempre apontavam para a silhueta de alguém, quando o menino pedia “e onde está agora?”. Ele queria, queria e nem sabia pra quê. Talvez só pra sentir o que todos que contavam essas lindas histórias sentiam.

Ele queria, mas não sabia nada sobre isso. Então quando a encontrou, essa sensação viva, tão grande que excede apenas um corpo e uma alma… ele não tinha em si, tudo que era necessário, para manter isso consigo. Ele a perdeu. Ele estava sempre se movendo, atrás de algo, afinal, era o que ele fazia: buscava. Buscava o significado das coisas, dos acontecimentos - recentes e antigos - mas acima de tudo isso: Buscava o significado de estar ali. Ouviu histórias sobre “Segundas chances e recomeços”. A busca constante era exaustiva. Ele desmaiou em uma de suas viagens atrás de quem pudesse lhe contar mais sobre isso, sobre “Segundas chances e recomeços”. Um velho o acolheu e cuidou dele por um tempo. Quando ele finalmente acordou, dias depois o velho indagou o menino sobre o que estava fazendo, pois estava evidente que ele viajava sem parar, a muito tempo. Então o menino contou de suas buscas e de por quê a nova busca era tão importante. O velho riu dele e o deixou apenas com umas poucas palavras. O menino ficou pensativo sobre as palavras do velho. Depois de um tempo, as entendeu. Agradeceu ao velho e seguiu com as palavras ecoando em sua cabeça: “Vivemos buscando o significado da vida, sem saber que a busca é o significado”.

Escrito pelo exelenticimo: Ismael Soares.
Twitter: @Ismasalvatore;
Tumblr: K-Gedbird;
De acordo com fontes seguras (Anelise), ele é o cara maaaais legal do  muuuuundo. 

PS: Gosto dessa Ane?
PPS: Não me mata quinta.

Comentários

  1. Muito bonito mesmo essa citação me fez pensar e muito, parabens Isma :)

    www.resenhasteen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Sim pessoas, morram de inveja de mim por conhecer o cara mais legal do mundo e por receber milhões de conselhos dele; Né Isma? *-------*

    ResponderExcluir
  3. A Anne tá me dando muito crédito, é ela que é incrível. O texto não estaria aqui, se não fosse por ela. Mas... quanto ao texto, MUITO OBRIGADO!

    ResponderExcluir
  4. Nossa adorei o texto...parabés...faz a gente refletir. Gostei mesmo!

    ResponderExcluir
  5. Nossa! Que lindo.
    Queria eu escrever textos lindos assim.
    Parabéns Isma.

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito do seu blog. Estou te seguindo.

    http://memoriasdeumaanonima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Olá leitor!!!
Obrigada por dividir sua opinião :*
Saiba que seu comentário muito provavelmente vai me deixar (Laryssa) pulando de alegria (literalmente, sou beeeeem exagerada :p).
Se você quiser que ele seja respondido, deixe um link, caso contrário, eu o responderei aqui mesmo no blog, tudo na medida do possível.
Beijoooooos *-*

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Enquanto Houver Vida Viverei - Laryssa e Milena

Resenha: Letras Finais - Luís Dill - Gui

Resenha: A Outra Face - Deborah Ellis - Gui